quinta-feira, 15 de junho de 2017

Marcos Kleine - "A falta de feedback" (Desabafo)

Marcos Kleine - Foto: divulgação


Marcos Kleine, guitarrista do Ultraje a Rigor e PAD fez um desabafo sobre o trabalho autoral no Brasil. E sobretudo, a classe artística! Leia, apoie, compartilhe! Vamos valorizar os artistas do Rock brasileiro! Este é o caminho!

"Daqui 1 dia sai o single da minha nova banda PAD. Lançaremos o primeiro single-NOT SO VAIN pela Universal Music em todas as plataformas digitais. Vc não acha se não quiser kkkkk. Estamos paralelamente trabalhando em novas músicas para até meados de agosto lançarmos um trabalho autoral completo em CD, Vinyl em todo o Universo. Muito feliz com esse trabalho, reunimos uma galera espetacular, sangue nos olhos e afim de fazer rock and roll, que infelizmente se encontra em estado terminal e respirando por aparelhos. Muito disso acontece por conta das novelas globais não terem mais em suas trilhas rock and roll. Radios de rock acabam falindo e o apocalipse artístico está desenhado. Virou um monopólio Sertanejo, FUNK carioca e afins, onde ser corno, traído ou falar 3 silabas vira HIT. Nada contra os artistas que querem viver disso e batalham, muitos merecem, outros não, mas quem sou eu pra julgar? Na música, diferente de muitas áreas vc ser bom não é garantia de comida na mesa. Depende de uma série de fatores que ninguém ainda conseguiu descobrir a formula, se descobrissem ela ia ser consumida rapidamente e viveríamos em um loop eterno em busca da formula perfeita!

O motivo desse post é principalmente por que estou muito contente com esse lançamento! Orgulho da banda, do processo todo de composição, gravação etc! Fazia tempo, desde o Vega que não lançava algo autoral. Ao mesmo tempo realizei aqui no meu face um experimento silencioso para ratificar uma impressão sobre um fenômeno que vivemos hoje em dia. Principalmente envolvendo artistas, músicos etc. A falta de feedback quando o assunto não envolve política, treta ou desgraça própria ou alheia. O mesmo fenômeno acontece na minha fã page (Que vai valer um Post sobre a podres do facebook que e sua fabrica de likes) APOSTO que muitos aqui me seguem na fã page e não conseguem ver meus posts. Pois é, existe explica$$ão pra isso..... Voltando ao assunto. Se detonar alguém algo ou aquele partido político que "amo" chove gente. Se é algo que realmente é bacana, uma música legal, show, ou qualquer post normal, parece que estamos tocando em um boteco pra 10 pessoas. Fica aqui a reflexão, sei que o bizarro atraí, uma bela de uma confusão atrai a atenção, mas não deixem de prestigiar em qualquer plataforma social aquela banda dos amigos que está tentando lançar um trabalho, aquele artista que esta ralando para mostrar qualquer tipo de arte, vamos apreciar uma boa música, peça de teatro ou seja o que for. Somos uma nação doente, temos que admitir isso pois todo dia é desgraça, mas não vamos e não podemos ser totalmente contaminados por isso.

Eu parei de falar de política quando me deparei com o antissemitismo enraizado no Brasil em partidos políticos, existe um limite, eu cheguei no meu, deu asco nojo e liguei o famoso foda-se. Em nome da minha sanidade… Existe formas de sair da sintonia de uma vida só de noticiais ruins ou do bizarro.

Ouçam sons bons, existem bandas sensacionais, músicos espetaculares, artistas sensacionais que merecem a sua atenção muito mais que aquele post, ou notícia que fala dos mesmos filhos da puta de sempre. Saia do bizarro, ouça e faça algo que te faz bem! Prestigie sua sanidade! Fica a reflexão, volto a dizer que seria um sinal sensacional ver um post com um som do PAD com tantos likes quantos os que fiz detonando essa cambada de filhos da puta que nos roubam e zoam com nossa cara todos os dias. Não menosprezem nosso péssimo momento, mas valorizem aqueles que tentam fazer com que tudo fique pelo menos mais leve. Textão mesmo, vale a pena! Abs a todos.

PAD



Postagem original:

Nenhum comentário:

Postar um comentário