domingo, 23 de outubro de 2016

Lobão e Marina Lima - "Me Chama" (Por trás da canção)


Programa Por Trás da Canção
"Me Chama" (Lobão)
Canal Bis
Ano: 2015

Por Lobão (revista Rolling Stone): “‘Me Chama’ foi feita aos pedaços. Primeiro, me veio na cabeça uma frase de constatação que me perseguia: ‘Nem sempre se vê mágica no absurdo’. Foi a motivação original para que eu pensasse em transformar aquilo numa canção. Em seguida, fiz uma linha melódica que acabou migrando para se tornar ‘Noite e Dia’, parceria com o Julio Barroso. E lá estava a frase, órfã novamente, esperando por outra melodia.

Dois anos depois, estava dedilhando o violão e me veio uma linha que tinha achado particularmente vulgar. Coisa que logo descartaria, não fosse por um amigo, que ouviu o som: ‘Isso é um puta hit! Acaba logo isso’. Pronto, já tinha uma melodia e uma frase. Mas faltava o resto, a ‘lágrima no escuro’. Meses depois, voltei da Holanda, onde deixei minha namorada lá por seu pai ter morrido, e a ‘nem sempre se vê’ voltou a martelar. Sozinho, por puro tédio, decidi pintar as paredes da sala num dia de frio, chuva e telefone cortado. Como só recebia ligação de fora, eu olhava para o telefone e vinha a premente necessidade de rezar para ela me ligar. Daí, nasceu a canção como a conhecemos.

Me orgulho de ter uma canção que muitos gostam de cantar e gravar. Na versão da Marina, inclusive, fui eu quem gravou a bateria. Um pouco preocupado, pois achava que o refrão tinha que ser mais cadenciado para passar a dramaticidade da frase. Ela achava o oposto, que o refrão era um puta gancho se fosse tocado de um modo mais ‘pra frente’. Toquei como ela queria e fiquei feliz por ter deixado a Marina satisfeita, e por ter sido ela a responsável pela canção virar um sucesso.

Quanto à versão do João Gilberto, achei carinhoso da parte dele inserir uma canção minha em seu repertório, uma vez que ele já não gravava nada diferente havia uns 20 anos. O arranjo ficou lindo, a interpretação impecável. Minha pequena aflição consiste em perceber que a frase do refrão que originou a música foi evaporada. Depois, vim a saber, pelo próprio João, que ele a tirou por não ter entendido o significado. Como já dizia eu, nem sempre se vê mágica no absurdo.”



Lobão - Por Trás da Canção - Me Chama - 28/06/2015 por lwramones

Nenhum comentário:

Postar um comentário