segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Músicas que falam de morte e mortos-vivos - Programa Hora da Distorção

Hipopótamo - reprodução do Hora da Distorção

Hora da Distorção é um programa de rádio para a Internet gravado no Estúdio Aurora, e apresentado pelo jornalista Carlos Eduardo Freitas.

Nesta nona edição, o programa entrega antecipadamente uma das bandas mais bacanas que surgiram e desapareceram neste ano, a Hipopótamo, de São Paulo. Formada por Pedro Gesualdi (Japanese Bondage, Danger City, HEBE – vocais e guitarra), Lucas Lippaus (Herod – guitarra), Lucas "Puga" Mello (Pousatigres – baixo) e Zé Menezes (Thrills and the Chase – bateria), o quarteto gravou um EP ainda inédito no estúdio Family Mob, no projeto Rubber Tracks, fez um único show em julho na Associação Cecília e encerrou suas atividades. Num exercício de magia negra, conseguimos ressuscitar a banda e registrar uma segunda e última exibição. Os quatro explicam, na entrevista, o conceito da banda póstuma e falam de suas outras bandas. Além da Hipopótamo, ouvimos também músicas que falam de morte e mortos-vivos, como Kães Vadius, Water Rats, Soviet Army Republic, Sick Sick Sinners, O'Seis e Zumbis do Espaço.


Nenhum comentário:

Postar um comentário