Hélcio Aguirra: fazendo de sua vida uma longa caminhada! Numa curta distância...

Foto: Leandro Almeida

"Amplificador no pau... e guitarra na mão. O som sai... da fumaça..." (Golpe de Estado)

Ontem perdi um amigo. Hélcio Aguirra era um músico brilhante! Um guitarrista completo. Se destacou com seus acordes, melodias, dedilhados, solos, riffs e timbres, além de ser o maior conhecedor de amplificadores valvulados no Brasil.

Eu o conheci ainda criança quando meu irmão Charles frequentava o bairro da Santa Cecília (São Paulo) e era amigo dos músicos daquela região:  Paulo Zinner (bateria), Hélcio Aguirra (guitarra), Nelson Brito (baixo), Raul Muller (guitarra) e André Christovam (guitarra). Dessa turma saíram os grupos Fickle Pickle, Golpe de Estado, André Christovam Trio, Harppia, Lírio de Vidro, Pepino Irritadiço, entre outros. Uma safra talentosa de músicos paulistanos.

Em 1985, Hélcio integrou uma das primeiras bandas de Heavy Metal do país, o Harppia e se destacou com o primeiro disco, o EP "Ferro e Fogo". Deixou o grupo para integrar o Golpe de Estado, umas das maiores bandas de Hard Rock do Brasil e que em 1986 lançou pela gravadora Baratos Afins o álbum homônimo. Desta gravadora migraram para a Eldorado e passaram a ser uma banda bem sucedida no cenário do rock brasileiro com sucessos como "Dias de Glória", "Caso Sério", "Não é Hora", entre outros.

Em 1991 fui trabalhar de roadie com o Golpe de Estado. No auge! Eles dominavam a região do ABC (grande São Paulo) e estavam estourados na rádio 97 FM, localizada em Santo André. O público roqueiro se "encontrou" com a banda, pois tinha uma identidade com o som; uma linguagem urbana, jovem e com questões sociais do país como por exemplo a faixa "Nem Polícia, Nem Bandido". E para a alegria de todos, eram ótimos músicos! Estava tudo certo! O real valor.

O tempo passou e tive oportunidade de trabalhar com os rapazes do " Golpe" quando trabalhava na MTV durante os lançamentos dos álbuns "Zumbi" e "10 Anos ao Vivo".

Em 1995 eu toquei com minha banda Jacqueline na extinta casa de shows Aeroanta (São Paulo) em um evento beneficente ao lado do Golpe de Estado. Foram momentos marcantes!

A vida seguiu e eu fui acompanhando a carreira do grande Hélcio que dividia  seu tempo entre o Golpe de Estado e sua outra banda Mobilis Stabilis. Algumas vezes trocamos mensagens nas redes sociais. Estava tudo certo...

Ele morreu ontem dormindo. Talvez viajando no seu som de guitarra... por que pra ele e para nós, sempre foi  "noite de balada... sorrisos na madrugada!" 

Sua obra ficará para sempre. Hélcio Aguirra, do Golpe de Estado. Do Harppia. Do Mobilis Stabilis.

Até uma próxima, caro!

Links relacionados:
  • Link desta postagem: http://www.vitrolaverde.com.br/2014/01/helcio-aguirra-fazendo-de-sua-vida-uma.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com