Xando Zupo - Entrevista #3 no Vitrola Verde "Banda Pedra e a carreira solo"

Xando Zupo - Foto: Grace Lagôa

Programa Vitrola Verde
Direção, edição, roteiro, pauta e apresentação: Cesar Gavin
Trilha Vitrola Verde: "Rock" (Mario Fabre)

Convidado: Xando Zupo (guitarrista, compositor e produtor musical) - http://www.xandozupo.com.br

"Banda Pedra e a carreira solo"

0

Xando Zupo - Entrevista #2 no Vitrola Verde - "A Patrulha do Espaço e o álbum Primus Interpares"

Xando Zupo - Foto: Grace Lagôa

Programa Vitrola Verde
Direção, edição, roteiro, pauta e apresentação: Cesar Gavin
Trilha Vitrola Verde: "Rock" (Mario Fabre)

Convidado: Xando Zupo (guitarrista, compositor e produtor musical) - http://www.xandozupo.com.br
Agradecimento: Grace Lagôa


Nesta segunda parte da entrevista, Xando Zupo comenta sobre o Patrulha do Espaço e o álbum "Primus Interpares".














Veja também:

"Percy Weiss - Entrevista: Álbum "Primus Inter Pares"

0

Golpe de Estado - "30 Anos" (Álbum)



Voice Music, 2018
Produzido por Golpe de Estado

Formação:
Nelson Brito - baixo
Roby Pontes - bateria
Marcello Schevano - guitarra e vocal
João Luiz - voz

Músico convidado:
Mateus Schanoski - teclados



Álbum ao vivo, lançado em 2018, gravado na Clash Club, em 2017, com participações especiais de Rogério Fernandes (Carro Bomba e ex- Golpe de Estado), Luís Carlini (Tutti Frutti) e Andreas Kisser (Sepultura).

"Noite de Balada"

0

Xando Zupo - Entrevista #1 "Big Balls e o Harppia"

Cesar Gavin e Xando Zupo

Programa Vitrola Verde
Direção, edição, roteiro, pauta e apresentação: Cesar Gavin
Trilha Vitrola Verde: "Rock" (Mario Fabre)

Convidado: Xando Zupo (guitarrista, compositor e produtor musical) - http://www.xandozupo.com.br
Agradecimento: Grace Lagoa

Entrevista #1 "Big Balls e o Harppia"

0

Tropicália - Tropicália ou Panis Et Circensis (Álbum)


Philips, 1968
Produzido por Manuel Barembein

Lançado em 1968, "Tropicália ou Panis Et Circencis" foi liderado por Gil e Caetano. O disco é considerado o marco inicial do movimento na música. O álbum conta com faixas como "Coração Materno", "Bat Macumba" e "Baby".
Artistas: Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil, Nara Leão, Os Mutantes e Tom Zé - acompanhados dos poetas Capinam e Torquato Neto, e do maestro Rogério Duprat.

Discografia comentada
Assista programa "O Som do Vinil" (Canal Brasil)
Apresentado por Charles Gavin

0

Nervosa - "Downfall Of Mankind" (CD)


Napalm Records, 2018

Release: O terceiro álbum, "Downfall of Mankind", o trio juntou forças com o produtor Martin Furia, que anteriormente trabalhou com Destruction, Flotsam & Jetsam e Evil Invaders e também excursionou com Nervosa como engenheiro de som. O resultado captura perfeitamente a energia viva e o personagem da velha escola que define a banda sem descuidar  a pegada forte, moderna e compacta. Faixas como 'Vultures' e 'Kill the silence' agarram o ouvinte pela garganta e conseguem com arranjos rápidos e econômicos - não são lendas do género surpresa como João Gordo (Ratos de Porão), Rodrigo Oliveira ( Korzus) e Michael Gilbert (Flotsam & Jetsam) ficaram emocionados por serem convidados de estúdio!

"Kill The Silence" - videoclipe



0

Mano Brown - "Boogie Naipe" (Álbum)



Boogie Naipe, 2017

Release:
Mano Brown apresenta seu primeiro CD solo ao público. Trata-se de um trabalho paralelo à sua carreira com seu grupo, pois o Racionais segue firme e unido com shows por todo o país. O CD intitulado “Boogie Naipe” mostra uma pegada bem mais soul, resgatando o funk das antigas. As faixas no estilo dos bailes blacks dos anos 70 e 80, apresentando um lado bastante romântico do vocalista do Racionais. O processo musical do disco começou ouvindo muito muita música. Segundo Brown “ouvindo Marvin Gaye”, músicas mais românticas, assuntos mais adultos. Para ele o trabalho tem uma outra abordagem também, uma análise mais profunda da sua comunidade, das vidas das pessoas. Tudo parte de uma realidade, de uma necessidade de ser útil sempre.

Participações: Lino Krizz em "Amor Distante", ambos singles que já tinham sido lançadas anteriormente, o disco também conta, nas suas 22 faixas, com colaborações de Seu Jorge, Hyldon, Ellen Oleria, William Magalhães (da Banda Black Rio), Carlos Dafé, DJ Cia, Wilson Simoninha e Max de Castro.

Álbum na íntegra



Veja também:

Ao vivo no Sesc Pompéia

0

Bacalhau, baterista do Ultraje a Rigor relata a sua passagem pela banda inglesa The Mission U.K.

Bacalhau - foto: arquivo pessoal

Em sua rede social, o baterista do Bacalhau do Ultraje a Rigor como foi tocar na banda inglesa The Mission U.K. inesperadamente.




Veja também:

Entrevista com Bacalhau no Vitrola Verde "Bandas e o The Mission U.K."

0

Caravela Escarlate faz show de lançamento de álbum no Teatro Municipal de Niterói


Caravela Escarlate - Foto: PP Ripper

O trio carioca CARAVELA ESCARLATE vai lançar seu segundo CD no Teatro Municipal de Niterói, nete sábado, dia 09 de junho.

Criado nos anos 90 pelo multi-instrumentista David Caravelle e inspirado no rock progressivo instrumental dos anos 70, trio é formado, hoje, pelo tecladista Ronaldo Rodrigues (Arcpelago) e pelo veterano baterista Élcio Cáfaro. Novo CD será lançado no exterior pelo selo norueguês Karisma Records                 

Mais um grande espetáculo vai engrossar o cenário do rock progressivo em Niterói, que vem recebendo ícones do gênero, desde bandas internacionais, como Focus e Locanda Delle Fate, a brasileiras de alta extirpe, como os paulistas do o Som Nosso de Cada Dia e os cariocas do Vitral. Desta vez, no sábado, dia 09 de junho, o palco do Teatro Municipal de Niterói vai receber a banda Caravela Escarlate, que estará lançando seu segundo CD (homônimo). O show é uma realização da recente parceria entre as produtoras cariocas Vértice Cultural e a Beprog. O grupo é uma concepção do multi-instrumentista e compositor David Caravelle, formada no Rio de Janeiro no início da década de 1990.  A base do som do grupo é a confluência da musicalidade do rock progressivo europeu com o lirismo da música brasileira.

Com formações inconstantes em seus primeiros anos, a banda surge de forma fixa a partir da parceria com o tecladista Ronaldo Rodrigues (ex-Massahara, ex-Módulo 1000, atual Arcpelago), em 2011. Depois de contar com diversas formações em trio, o line-up da banda se estabiliza em 2016 com o veterano baterista Élcio Cáfaro, reconhecido músico acompanhante de grandes nomes da MPB (já tocou com Cássia Eller, Chico Buarque, MPB4, Boca Livre, Edu Lobo e muitos outros).

Como duo, David e Ronaldo gravaram no primeiro semestre de 2016 o primeiro álbum, intitulando “Rascunho”, explorando a faceta acústica de sua musicalidade e as fortes influências da música do Clube da Esquina. Já em 2017, o repertório em trio da banda é registrado no Estúdio Mata (Niterói, RJ), com todas as bases gravadas ao vivo, apresentando toda a parafernália de sintetizadores e poderosas interações entre bateria e baixo. O trabalho de gravação se concluiu em cerca de 40h, sob a engenharia de som do produtor Sergio Filho, e o lançamento em CD contou com a parceria na produção executiva da produtora carioca Vértice Cultural. O disco vem ganhando fortes elogios da crítica especializada no Brasil e no exterior e nos próximos meses o CD será lançado internacionalmente pelo selo europeu Karisma Records, da Noruega. Uma das poucas bandas brasileiras com um importante selo europeu dando suporte ao trabalho da banda.   

SERVIÇO:   
09/06, sábado  - Teatro Municipal João Caetano em Niterói
Endereço: Rua XV de Novembro, 35 - Centro - Niterói
Horário: 20h  Informações: 2620-1624
Classificação etária: Livre   
Ingressos:  Setor Verde: R$ 80,00  Setor Amarelo: R$ 60,00  Setor Vermelho: R$ 30,00   
Comprar online:  https://www.ingressorapido.com .br/event/7150/d/30431


0

Minas do front - Show no Sesc Pompéia em junho


MINAS DO FRONT  

Release: Quando falamos de mercado musical, pequeno ainda é o número de mulheres que estão envolvidas nos mais diversos fronts, seja na técnica, produção e, principalmente, nos palcos. Quando o gênero musical é o rock, então, esse número se reduz ainda mais. É com intuito de promover a participação e a inclusão de mulheres nos palcos e atrás deles que o Sesc Pompeia realiza o Minas no Front, com bandas que têm protagonismo feminino. Contaremos também com a presença do selo PWR Records, voltado para a promoção das mulheres no mercado musical, e também com a marca ativista Putapeita. Três DJ’s irão embalar a abertura e troca de palco durante o festival. 

Line up: 
Dia 21: Cora (PR) + Dominatrix (SP) | DJ: Camila Mazzini
Dia 22: Miêta (MG) + Rakta (SP) | DJ: Amanda Buttler
Dia 23: Ema Stoned (SP) + My Magical Glowing Lens (ES) | DJ: Lu Riot   

Cora - Foto: Lara Albrechtr

- Cora (PR)
Desde 2013, a banda existe para de alguma forma, segundo as integrantes, “falar da darkzera que é a alma feminina em processo de descobrimento”. Já tendo experimentado diversas mudanças de formação, seus trabalhos de estúdio incluem duas demos lançadas em 2014, o single “ADA” de 2015 e o disco “El Rapto”, agora em 2018. Suas influências são permeadas por elementos do rock alternativo e do dream pop. Essa fusão cria um ambiente expansivo e harmônico com nuances psicodélicas e escuras, retiradas diretamente do interior da alma feminina em seu processo de descobrimento.

Dominatrix - Foto: Anna Paula Bogaciovas

- Dominatrix (SP)
A banda de hardcore feminista Dominatrix comemora 20 anos do "Girl Gathering", seu primeiro álbum. O Dominatrix lançou três álbuns, e teve suas músicas incluídas em coletâneas e demos, lançados sempre de forma independente, no Brasil e em vários outros países. O Dominatrix começou em 1995, e desde então se tornou referência no cenário punk e hardcore brasileiro. A banda fez turnê nos EUA e Europa.

Miêta- Foto: Divulgação

- Miêta (MG)
Foi com um post despretensioso no facebook e um encontro na sala de casa de uma das integrantes que se formou o grupo de Célia Regina (guitarra), Marcela Lopes (baixo, vocais), Bruna Vilela (guitarra) e Luiz Ramos (bateria). O quarto foi o espaço inicial, o ponto de partida primordial para o mergulho. Depois de “Room”, primeiro single lançado pela banda mineira Miêta, a estrada veio em amplitude para a banda que rodou intensamente por um ano até a chegada de “Dive”, seu primeiro disco de estúdio, em outubro de 2017.

Rakta - Foto: divulgação

- Rakta (SP) 
Formando por três garotas da cidade de São Paulo, o som do Rakta é difícil de rotular, mas é uma mistura de Pós Punk, Psicodelia, Música Experimental e Kraut Rock. Sua discografia conta com 2 Lps, 4 compactos e várias fitas cassete que foram lançados no Brasil, EUA, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Japão. Já tocaram em todos esses países além de Canada, México, Colômbia, Peru, Uruguai, Argentina e grande parte da Europa.  - Ema Stoned (SP)  Formada em Novembro de 2011 em São Paulo, a Ema Stoned surgiu como banda feminina fortemente influenciada pelo experimentalismo, jazz, noise e psicodelia. Em sezembro de 2013, o grupo lançou o ep Gema, despertando atenção no Brasil e em países da Europa e Ásia. Em setembro de 2016, foi a vez do registro ao vivo Live From Aurora, trazendo cinco canções do álbum de estreia e a inédita "Emanuelle". Composta por Alessandra Duarte (guitarra), Elke Lamers (baixo) e Jéssica Fulganio (bateria e voz), a Ema Stoned passou por um período de shows redefinindo seu som para o formato power trio e em junho de 2017 lançou via PWR Records/Noisey a faixa "Proxima b", que nos dá uma boa ideia do que está por vir no novo álbum, já em fase de produção e previsto para lançamento no segundo semestre de 2018.

My Magical Glowing Lens - Foto: Hannah Carvalho

- My Magical Glowing Lens (ES)
My Magical Glowing Lens é o projeto da multi-instrumentista Gabriela Deptulski, que tem experimentado a música a partir de sons analógicos e eletrônicos, compondo arranjos de sintetizadores, guitarras, baixo, bateria orgânica, beats, programações e percussões. Os sons contrastam e harmonizam entre si, formando ambientes sonoros místicos de inspirações oníricas, utilizando elementos que ora seguem para um rock progressivo, ora se encaminham para um pop-lisérgico. Seu primeiro álbum, intitulado Cosmos, foi um dos mais elogiados do ano de 2017.

Ema Stoned - Foto: divlulgação

- Ema Stoned (SP) 
Formada em novembro de 2011, a Ema Stoned surgiu como banda feminina fortemente influenciada pelo experimentalismo, jazz, noise e psicodelia. Em dezembro de 2013, o grupo lançou o ep Gema, despertando atenção no Brasil e em países da Europa e Ásia. Composta por Alessandra Duarte (guitarra), Elke Lamers (baixo) e Jéssica Fulganio (bateria e voz), a Ema Stoned passou por um período de shows redefinindo seu som para o formato power trio e em junho de 2017 lançou via PWR Records/Noisey a faixa "Proxima b", que nos dá uma boa ideia do que está por vir no novo álbum, já em fase de produção.

Veja também:

Valentine ao vivo



0

Pato Fu "Música de Brinquedo 2" (CD) por Marcelo Costa do Scream & Yell


Deckdisc, 2017


Após sete anos, o Pato Fu dá continuidade ao inventivo projeto “Música de Brinquedo”. Lançado em 2010, o primeiro disco, homônimo, recriava clássicos da música nacional e internacional utilizando instrumentos de brinquedo ou miniaturas. Eles retomam esse formato em novas versões, no álbum “Música de Brinquedo 2”, que chega às lojas pela Deck. O CD foi gravado no estúdio da banda, 128 Japs (Belo Horizonte – MG), com produção do guitarrista e compositor, John Ulhoa. No disco estão “versões de brinquedo” para 11 clássicos, sejam nacionais, como “Rock da Cachorra” e “Severina Xique-Xique”, ou internacionais, como “Livin’ la Vida Loca”e “Every Breath You Take”. O projeto gráfico é assinado por Andrea Costa Gomes, com ilustrações de Anna Cunha.

* Scream & Yell Discos é uma produção Scream & Yell (http://screamyell.com.br/site/) e Casa Inflamável (http://casainflamavel.com.br) e é apresentado por Marcelo Costa, editor do Scream & Yell







Veja também: 

Entrevista com Marcelo Costa no Vitrola Verde "Scream & Yell e festivais internacionais"

0

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com